imagem editorial do mês
"Quanto mais puro o solo, maior é a sua força para o desenvolvimento das plantas" - Mokiti Okada

 

 

 

 










imagem notícia destaque





imagem notícia destaque




 


 

 

imagem notícia destaque

Áreas de Atuação

O Centro de Pesquisa Mokiti Okada – CPMO exerce atividades nas seguintes áreas:


Setor de Pesquisa em Manejo de Solo e Planta

Os estudos com solo visam propor e testar práticas agronômicas que proporcionem a recuperação das qualidades essenciais do solo: fisicamente estável, quimicamente equilibrado e biologicamente ativo, através das linhas de pesquisa: Microbiologia e bioquímica do solo - pesquisa microrganismos simbióticos do solo e das plantas (micorriza, fungos, leveduras e bactérias) avaliando o impacto que defensivos químicos tem sobre a dinâmicas destas populações.

Química de solo e Nutrição de plantas – estuda formas de manejo que propicie o equilíbrio no fluxo de nutrientes nas plantas, explore ao máximo a fertilidade natural do solo e seja eficaz quanto a suplementação e diminuição de impacto a microbiologia do solo;
Fitopatologia e Entomologia agrícola – estuda a comunidade microbiana foliar para verificação de competição biológica e pesquisa formas alternativas de manejo de pragas e doenças através de controles alternativos que reduzam o impacto na vida do solo.


 
 
 
 

Setor de Pesquisa e Desenvolvimento de Sementes

Visa a pesquisa e o desenvolvimento de sementes de verduras, legumes e cereais adaptadas e selecionadas dentro do cultivo no sistema de Agricultura Natural com o objetivo atender praticantes de Agricultura Natural, agricultura orgânica e agricultura familiar, e também multiplicar sementes para atender ao programa Horta em Casa e Vida Saudável.

 

 

 

Setor de Pesquisa em Animais em Produção

As pesquisas em nutrição, sanidade e bem estar, e em ambiência, são conduzidas em granja experimental e junto aos produtores integrados da empresa Korin Agropecuária Ltda., cuja produção de carne de frango e ovos é totalmente livre de antibióticos, quimioterápicos, promotores de crescimento, anticoccidianos e ingredientes de origem animal.

Requisitos de bem estar são enfatizados e vistos como essenciais para que os animais alcancem através da vida em grupo a segurança e a confiança necessária para o perfeito funcionamento do sistema imunológico, tornando-os capazes de superar naturalmente os desafios sanitários.
Nutricionalmente são conduzidas pesquisas com probióticos, ácidos orgânicos, óleos essências e extratos de plantas, enzimas e nucleotídeos, visando à produção sem o uso de antibióticos e promotores artificiais de crescimento. Neste ponto, os exemplos advindos e outros países como Dinamarca e Suécia na restrição ao uso de antibióticos em animais, a partir da década de 1990, ofereceram dados científicos, que comprovaram o acerto de nossos estudos e desenvolvimento nesta linha de pesquisa.

 

 

 

Setor de Microbiologia Aplicada a Agricultura e Pecuária

As pesquisas visam a utilização de micro-organismos benéficos no controle biológico de doenças e como promotores de crescimento. O laboratório desenvolve análises de rotina que envolve diferentes tipos de micro-organismos como fungos, leveduras, bactérias, entre outros, e a seleção de isolados bacterianos como promotores de crescimento de plantas. Oferecendo assim uma alternativa para que os agricultores possam fazer a transição da agricultura convencional para a agricultura natural preconizada por Mokiti Okada ou para uma agricultura orgânica.

 





 
 
 
 
imagem notícia destaque
Estrada Municipal Camaquã, s/nº - Rodovia SP 191, Km 82 - Ipeúna - SP - Brasil - Cep: 13537-000 - Fone/Fax: +55 (19) 3576-1588
E-mail: cpmo@cpmo.org.br